Dia 6: Costa Uruguaia (31/12/2012)

No sexto dia de viagem e último do ano pretendíamos ir até Cabo Polonio, porém acordamos muito tarde e devido a grande distância decidimos desistir da ideia. Então montados no panzer percorremos a costa de Montevidéu, Atlantida, Piriápolis e Punta Negra, seguindo parte pelas Ramblas (avenidas beira-mar), pela Ruta 10 que margeia a costa e quando não possivel percorremos a Ruta Interbalnearia.

A costa é muito bela, a rambla que circunda Montevidéu é compostas por diversas praças e alguns pontos de praias, um pista de cooper se prolonga por toda sua extensão, circundamos o porto, a Ciudad Vieja até as praias de Carrasco até o Arroyo Pando, onde tivemos que pegar a Ruta Interbalnearia, por não haver como cruza-lo.

Entramos também em Atlandida, um bela cidade costeira e ali seguimos pela Ruta 10, passando por lindas praias e dunas que tomavam conta do asfalto, seguimos assim até voltarmos para a Interbalnearia.

Mais um vez desviamos o caminho para o Balneario Solis, rodando pela Ruta 10 até Piriápolis, o visual é incrível. Paramos em uma praia para tomar uma água e seguimos pela costa até Punta Negra onde decidimos voltar, pois uma forte chuva se aproximava.

O caminho de volta foi feito debaixo de uma forte chuva, o que nos fez desistir de seguir o caminho inverso, nos obrigando a rodar pela Interbalnearia, chegamos em Montevidéu no começo da noite.

Era o último dia do ano e a cidade estava vazia, não conseguimos achar um restaurante aberto para termos uma ceia de Reveillon, por sorte encontramos um botequinho que serviu pratos feitos até as 20horas e ali “ceiamos”. A noite de Reveillon em Montevidéu é inexistente, ficamos no hotel mesmo, pois não há queima de fogos ou comemorações do tipo que estamos acostumados. Da mesma forma os habitantes da cidade a deixam para curtir o final do ano nas cidades da costa.

Mas mesmo assim foi muito bom curtir a virada de uma forma diferente.

Feliz 2013 a todos!

Apoio:

About mochilaecapacete

Mochila & Capacete é o blog pessoal do montanhista, motociclista e mochileiro Marcos Paulo L. Ferreira.
This entry was posted in De Mochila e Capacete até onde o vento faz a curva and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>